Alimentos Orgânicos: Por que e como escolhê-los?

Atualizado: 29 de Ago de 2019


Alimentos orgânicos são alimentos produzidos através de métodos dentro do padrão da agricultura biológica, assim como animais que produzem carne, aves, ovos e produtos lácteos que não tomam antibióticos ou hormônios de crescimento. Estes padrões podem variar de país a país, mas em geral a agricultura orgânica visa promover o equilíbrio ecológico e a conservar a biodiversidade, restringindo o uso de determinados pesticidas, fertilizantes, hormônios e ainda irradiação, solventes industriais ou aditivos alimentares sintéticos.


Assim sendo, a agricultura orgânica é aquela considerada “original”, a usada desde início dos tempos até o século XX quando produtos químicos surgiram para industrializar a agricultura, acelerando seu processo de produção. O resultado disso tudo é um dano desastroso para a nossa saúde.


Estudos evidenciam que não existe muita diferença entre nutrientes de alimentos convencionais e alimentos orgânicos, porém é inegável que hormônios de crescimento, pesticidas e antibióticos são possíveis responsáveis das toxinas em nossos alimentos hoje (e em nossos corpos) e em consequência do consumo destes alimentos podemos desenvolver:

  • Irritação da pele, olho e pulmão.

  • Disfunção hormonal que pode levar à puberdade de início precoce, bem como outras preocupações de saúde.

  • Toxicidade do cérebro e do sistema nervoso.

  • Câncer.

  • Distúrbios do sangue.

  • Distúrbios do nervo.

  • Defeitos de nascença.

  • Efeitos reprodutivos.

  • Resistência à antibióticos.

De acordo com um estudo realizado pelo Environmental Working Group (EWG), um pesticida permanece em 63% dos produtos comumente adquiridos, mesmo depois de lavado corretamente.

Ou seja, acho que fica bem claro os danos que os alimentos convencionais podem fazer para nossa vida e em claro, para quem trabalha no campo e seus arreadores.

Apenas Orgânicos

Você já ouviu falar sobre o "Dirty 12 List"? Criado pelo Environmental Working Group (EWG), nos EUA e lançado todos os anos desde 2004, esta lista contém 12 frutas e legumes que você tem que comer apenas quando orgânico. Para o relatório de 2017, verificou-se que quase 70 por cento de 48 amostras não orgânicas testaram positivo para pelo menos um pesticida. E em muitos casos, os números eram ainda maiores.

Além dessa lista, eles também fizeram a lista “Clean 15" lista, onde foram identificados os alimentos não-orgânicos com menor probabilidade de ser contaminados com níveis de pesticidas. Mas eu como mencionei antes, tente comer alimentos orgânicos tanto quanto você puder, deixando o não-orgânico para ocasiões raras.

Antes de olhar para a lista, há uma "regra" que você pode seguir quando você está em dúvida sobre quais frutas ou legumes estão protegidos contra pesticidas. Normalmente, aqueles com pele dura e mais espessa são os mais seguros. ;)

Dirty 12 List - 2019:


1 MORANGOS

2. ESPINAFRE

3. KALE

4. NECTARINAS

5. MAÇÃS

6. UVAS

7. PÊSSEGOS

8. CEREJAS

9. PERAS

10. TOMATES

11. AIPO

12. BATATAS


Clean 15 - 2019:


1. AVOCADO

2. MILHO DOCE

3. ABACAXI

4. ERVILHAS DOCES CONGELADAS

5. CEBOLAS

6. PAPAYA

7. BERINGELA

8. ASPARGOS

9. KIWI

10. REPOULHO

11. COUVE-FLOR

12. CANTALOUPE

13. BRÓCOLIS

14. COGUMELOS

15. MELÃO

Se você quiser saber mais sobre essa lista, cheque este link aqui.


Como encaixá-los em um orçamento apertado

Consumir alimentos orgânicos muitas vezes é custoso e fica difícil para encaixar no seu orçamento, especialmente para aqueles com orçamentos apertados. Aqui estão algumas dicas que podem te ajudar:

1. A lista “dirty dozen” pode ajudá-lo a decidir quais frutas e legumes você pode comprar que não precisa ser especificamente orgânicos.

2. Você também pode sempre comprar produtos sazonais, o preço não é apenas melhor, mas tem um gosto melhor também.

3. Legumes e frutas congeladas são uma boa opção também. Contanto que você não use forno de micro-ondas para descongelá-los, produtos congelados são realmente seguros.

4. Conheça as fazendas orgânicas próximas à sua localização e comece a frequentar o mercado de agricultores e também a se informar sobre cooperativas que fazem entregas semanais de produtos orgânicos diretos na sua casa (no Rio de Janeiro já tem várias!). Mas lembre-se, não é porque é de uma fazenda que é orgânico. Sempre verifique os rótulos e fale diretamente com os agricultores. Em dúvida, lembre-se sempre o número da dica 1.

5. Estas dicas são igualmente as mesmas para a proteína animal.

#orgânicos #saudável